Nesta segunda (14) o Rio Cricaré voltou a ter água salgada acima dos padrões permitidos pela Organização Mundial da Saúde no ponto de captação do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Mateus, no Bairro Porto.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, a salinidade atingiu 600 ppm (partes por milhão), quando o limite máximo para consumo é de até 250 ppm. “Contudo o Serviço Autônomo de Água e Esgoto colocou em operação os 15 poços artesianos profundos e o abastecimento de água potável à população está garantido”, destaca a Secom.

Diretor da autarquia, René Michel Kherlakian informa que o nível de salinização do Cricaré está sendo monitorado de hora em hora e, para não deixar chegar água salgada às torneiras, a estação de distribuição de água teve as operações paralisadas das 14 às 19 horas de domingo, e das 2 às 6 horas da madrugada desta segunda.

Conforme detalhou a Secretaria de Comunicação, os 15 poços artesianos de grande profundidade foram perfurados no Município em 2017.

PROJETO PARADO NA CÂMARA

O diretor do Saae, Renê Michel Kherlakian, lembra que somente este ano o Executivo enviou dois projetos para a Câmara solicitando autorização para o Município dar aporte financeiro ao Saae e garantir a manutenção e custeio da autarquia.

“O primeiro foi enviado em janeiro e não foi aprovado. O segundo está na Câmara desde agosto e ainda não foi votado. Neste caso, o Município pede autorização para investir R$ 6,5 milhões no Saae para garantir a sua funcionabilidade” – destaca Renê.

Da Redação, com informações de TC Online

Deixe seu Comentário